Sempre saudável: 8 dicas para você aumentar a imunidade

aumentar a imunidade

Nosso corpo é uma máquina perfeita, com milhares de funções poderosas e até inimagináveis. Tomando os devidos cuidados e sabendo como aumentar a imunidade do corpo, além de evitar que nossa máquina “quebre”, fortalecemos todo o sistema para que possamos usufruir o máximo potencial de seu mecanismo.

Estamos o tempo todo cercados por agentes prejudiciais à saúde. Quando estamos com a imunidade baixa, ficamos suscetíveis ao ataque de bactérias e vírus. Até mesmo fatores externos e psicológicos, como o estresse e a ansiedade, podem ocasionar doenças graves.

Assim, para fechar as frestas do nosso corpo e criar uma barreira protetora para blindar o nosso organismo contra o ataque de agentes nocivos, precisamos, a todo tempo, cuidar e fortalecer nosso sistema imunológico.

Alguns hábitos saudáveis podem garantir que o nosso organismo fique longe de doenças e nossa “máquina” funcione em alta performance. Confira, a seguir, algumas dicas de como aumentar a imunidade do corpo!

1. Alimente-se de forma saudável

A má alimentação, juntamente com o estresse, sedentarismo e a falta de descanso, está entre os principais fatores que provocam queda na imunidadeIsso acontece porque a alimentação desequilibrada geralmente gera uma deficiência de vitaminas e minerais no organismo, essenciais para o bom funcionamento das células.

Alguns micronutrientes em especial, como as vitaminas A, B6, B12, C, D, E, ácido fólico, cobre, ferro, selênio e zinco, ajudam a restaurar a proteção natural do nosso organismo contra infecçõesaumentam a produção de anticorpos e fortalecem a nossa imunidade.

Esses nutrientes são absorvidos por meio de uma rotina de alimentação saudável que contempla todos os grupos alimentares:

  • carboidratos;
  • proteínas;
  • gorduras;
  • vitaminas;
  • sais minerais.

Para quem não consegue manter uma alimentação completa e balanceada diariamente, é possível adquirir esses nutrientes e aumentar a imunidade por meio de suplementação alimentar. Mas, ainda assim, é importante tentar ao máximo incluir alimentos na dieta que turbinem o sistema imunológico. Veja, a seguir, os três campões.

Frutas cítricas

As frutas cítricas, como o limão, abacaxi, laranja e acerola, possuem um potente antioxidante que ajuda a brecar os danos celulares e turbinar o sistema imunológico: a vitamina C. Entretanto, não adianta consumir essas frutas apenas quando a imunidade já está baixa. Para obter seus benefícios, é necessário incluí-las na dieta e consumi-las regularmente.

Um lembrete: a vitamina C perde grande parte de suas propriedades nutricionais quando exposta ao calor e a luz. Portanto, procure consumir as frutas imediatamente após abertas.

Iogurte

Qualquer um que já tenha pesquisado como aumentar a imunidade do corpo certamente encontrou na internet artigos destacando a importância de uma microbiota intestinal saudável para a saúde humana. As inúmeras bactérias que residem no nosso intestino desempenham funções importantes para o organismo como:

  • inibem infecções por bactérias patogênicas no intestino;
  • protegem contra o extravasamento de substâncias indesejáveis para a circulação sanguínea;
  • garantem a absorção adequada de nutrientes;
  • garantem a integridade das células intestinais;
  • regulam o sistema imunológico;
  • previnem alergias, infecções e doenças crônicas.

Para ter um intestino saudável é necessário adotar uma dieta equilibrada. Produtos industrializados e o excesso de açúcar devem ser evitados. Prefira manter uma alimentação farta em frutas, legumes, grãos integrais e proteínas magras.

Alguns alimentos e bebidas fermentadas, como o iogurte, além de serem fonte de micro-organismos que promovem o equilíbrio da flora intestinal, possuem alta concentração de cálcio e vitamina D.

Detalhe: falamos aqui da versão natural, sem adição de açúcares e feita somente de leite fermentado. Evite os produtos com sabores de frutas — que geralmente possuem alta concentração de açúcar — e dê preferência aos integrais ou naturais.

Vegetais verde-escuros ou folhosos

Os vegetais escuros e frondosos são ricos em ácido fólico, magnésio, vitamina K, potássio e outros nutrientes. Esses alimentos servem como fonte nutricional para as “bactérias boas” que colonizam nosso intestino. Espinafre, couve e chicória, por exemplo, são também ricos em fibras e ajudam a regular o funcionamento intestinal.

2. Pratique atividades físicas

O nosso corpo é como uma máquina, ou seja, quando não a usamos com frequência, ela apresenta vários defeitos ou até mesmo para de funcionar. Aliás, sabia que o sedentarismo está associado a diversos problemas de saúde e a 28% das mortes por doenças crônicas?

Assim como uma dieta saudável, o exercício pode contribuir para uma boa saúde geral e, portanto, para um sistema imunológico saudável. Ele é importante para o bom funcionamento do organismo e melhora a circulação sanguínea, o que permite que as células imunológicas se movam livremente pelo corpo e façam seu trabalho com eficiência.

Por isso, colocar nosso corpo em movimento é também uma forma de aumentar a imunidade e garantir uma vida mais saudável. Pratique exercícios diariamente, procure por atividades que deem prazer. Alguns minutos por dia já são suficientes para beneficiar o organismo e dar mais energia para encarar o dia.

3. Cuide da qualidade do seu sono

Você sabia que uma noite mal dormida pode prejudicar a sua saúde? É isso mesmo! De acordo com a médica Lia Rita Bittencourt, do Instituto do Sono, dormir menos que 6 a 7 horas por noite pode afetar o sistema imunológico.

Fatores como estresse, ansiedade e o cansaço físico e mental podem prejudicar a qualidade do sono. Para isso, existem alguns relaxantes naturais, chás e florais que contribuem para ter uma boa noite de sono. Cuide da qualidade do seu sono, seu corpo precisa descansar e recompor as baterias para aumentar a proteção.

4. Fique longe de vícios

Álcool e tabaco são extremamente nocivos à saúde. Eles liberam toxinas que, além de prejudicar as barreiras de proteção do sistema imunológico, sobrecarregam nosso organismo e colaboram para o surgimento de várias doenças.

O tabagismo está associado a um dos principais motivos de morte por doenças crônicas. Já o álcool também pode levar a doenças sérias quando consumido em excesso e se tornar um vício. Por isso, se quiser que seu sistema imunológico funcione corretamente, fique longe desses nocivos.

Além dessas dicas, separamos mais duas sugestões extras que, embora possam parecer clichê, fazem toda a diferença na manutenção do sistema imunológico. Confira!

5. Lave as mãos com frequência

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o hábito reduz em 40% o risco de contrair infecções. A medida é tão importante para a prevenção de doenças que foi instituído em maio o Dia Mundial de Higienização das mãos.

Então, a menos que você sofra de Transtorno Obsessivo Compulsivo, lavar as mãos nunca é demais. Tudo o que você precisa é água e sabão.

6. Tome bastante água

Com tantas variações diferentes de supostas bebidas que aumentam a saúde disponíveis no mercado, pode ser fácil esquecer o mais poderoso de todos — a água. Além de manter o corpo hidratado, beber água pode fazer muito bem para o seu sistema imunológico, já que ajuda os rins a eliminar as toxinas do corpo.

Neste artigo você conferiu 6 dicas de como aumentar a imunidade do corpo. Alimentação balanceada, exercícios físicos, dormir bem, evitar vícios, tomar bastante água e higienizar as mãos com frequência são atitudes simples que prometem turbinar o sistema imunológico.

7. Medite e faça terapia

Não adianta cuidar do corpo e deixar a mente de lado. Primeiro porque ela também faz parte do corpo e segundo porque muitas vezes é ela quem comanda como o corpo vai reagir. A saúde mental é tão importante quanto a saúde física e merece atenção constante.

Meditação e terapia são duas práticas recomendadas para qualquer pessoa. A primeira pode ser realizada em qualquer lugar e de forma gratuita. Há vários tutoriais na internet e aplicativos que oferecem meditação guiada. Já a terapia requer mais recursos, pois necessita de um profissional especializado.

Normalmente a terapia é indicada por um psicólogo após consulta médica. Ela pode ser realizada pela rede pública ou privada e o número de sessões depende das condições do paciente. Também existem algumas entidades não governamentais e serviços de extensão de universidades que oferecem esse tipo de atendimento.

8. Evite remédios sem prescrição médica

Um dos erros mais comuns de quem procura manter a saúde em dia é a automedicação. Tão logo surgem os sintomas, o paciente já corre para a internet e pergunta ao Dr. Google o que tomar para melhorar. Mesmo que essas informações ajudem em uma dúvida inicial, somente um profissional de medicina poderá indicar o melhor tratamento. Portanto, jamais tome medicações por conta própria.

Embora pense que estará se ajudando, na verdade essa atitude pode prejudicar ainda mais a sua saúde. Além dos sintomas piorarem, você sofrerá com os efeitos colaterais. E não é isso o que você deseja, concorda?

Medicamentos naturais

Quando precisar reforçar o sistema imunológico ou combater uma queda repentina na imunidade, busque ajuda médica. Dentre os possíveis tratamentos que o profissional vai indicar, existem os fármacos e os naturais, além daqueles que unem os dois tipos de conhecimentos.

Um exemplo disso é o Relora®, indicado em casos de busca pelo aumento da imunidade e pela prevenção de doenças oportunistas associadas ao estresse. Sua composição leva constituintes ativos de plantas e outras substâncias que atuam na diminuição da ansiedade, da compulsão alimentar relacionada ao estresse, da agitação do sono e níveis de cortisol.

Quando prescrito por um profissional de saúde e utilizado da maneira correta, o medicamento promove o equilíbrio do hipotálamo no cérebro, que regula funções importantes no organismo, como temperatura, peso, níveis hormonais e ciclos de sono. No entanto, de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia, esse e outros medicamentos são vendidos apenas sob prescrição de profissional habilitado.

Neste artigo você conferiu 8 dicas de como aumentar a imunidade do corpo. Alimentação balanceada, exercícios físicos, dormir bem, evitar vícios, tomar bastante água, higienizar as mãos com frequência, cuidar da mente e tomar remédios de forma consciente são atitudes simples e capazes de turbinar o sistema imunológico.

Gostou do conteúdo e quer saber mais sobre como aumentar a imunidade do corpo? Confira quais são os sintomas de carência de vitamina D e saiba como combatê-los.

Quer saber mais sobre como aumentar a imunidade do corpo e fatores que podem contribuir para uma vida mais saudável e feliz? Conheça e entre em contato com a Farmadoctor, teremos imenso prazer em ajudá-lo.

Comentários no Facebook

topo