Comprar medicamentos online: 4 dicas para não cair em uma cilada

Comprar medicamentos online: 4 dicas para não cair em uma cilada

Que a internet veio para facilitar a vida da gente, isso não dá para negar! Se antes você precisava se deslocar para pagar uma conta ou fazer compras, hoje bastam alguns cliques e já sobra bem mais tempo para os outros afazeres. E vamos combinar que não são poucos!

Mas o que muita gente nem imagina é que hoje já se pode até mesmo enviar receitas via internet para a manipulação de medicamentos ou acessar o site da farmácia para tirar suas dúvidas, totalmente online. Mais praticidade que isso, impossível! No entanto, é preciso tomar cuidado com algumas lojas virtuais por aí. Será que são mesmo seguras?

Para evitar desagradáveis surpresas na hora de comprar medicamentos online, separamos para você 4 dicas essenciais. Fique atento!

1. Compre medicamentos online em sites confiáveis

Quando alguém vai realizar alguma compra pela internet uma das primeiras atitudes é sair pesquisando as ofertas. Entretanto, muita gente não se lembra de observar e checar as informações desses sites. Dependendo do caso, o que parece muito barato, pode acabar saindo caro no final.

É de fundamental importância ter total confiança na loja em que você irá comprar. Um dos primeiros pontos a serem analisados é o seu próprio endereço (URL). Domínios .com ou .com.br, segundo a Anvisa — Agência Nacional de Vigilância Sanitária — são mais confiáveis.

Outro ponto a observar é a página em si: erros de português ou páginas que parecem ter sido feitas às pressas são um indicativo de amadorismo e de uma provável cilada.

Sites confiáveis trazem em seu rodapé (geralmente) suas principais informações:

  • meios de contato;
  • endereço;
  • autorização da Anvisa;
  • Certidão de Regularidade;
  • CNPJ;
  • alvará;
  • Licença Sanitária.

Vale lembrar ainda que a compra online direta só pode ser realizada no caso de produtos industrializados e manipulados que não necessitem de prescrição médica.

2. Busque avaliações

É importante verificar a opinião de quem já comprou nos sites antes de realizar qualquer compra. Uma ferramenta muito útil é o Reclame Aqui, uma página na qual usuários podem deixar comentários sobre problemas que tiveram com marcas ou empresas. Lojas com muitas reclamações são passíveis de dúvidas – fuja delas!

Outra forma de se informar é por meio das páginas das farmácias no Facebook, onde, normalmente, as pessoas costumam deixar suas avaliações. Vale a pena checar!

3. Verifique se o medicamento é aprovado pela Anvisa

Não é difícil encontrar anúncios na internet de fórmulas milagrosas. Mas não caia nesse engano!

Antes de adquirir quaisquer medicamentos, verifique se eles foram aprovados pela Anvisa. Caso contrário, você pode pôr em risco a sua saúde, uma vez que eles não foram testados para comprovar suas indicações e efeitos colaterais. Não arrisque!

Suplementos precisam da orientação de um farmacêutico ou nutricionista.

4. Cheque as informações sobre o medicamento

Para ter certeza de que está comprando um medicamento dentro das normas da Anvisa e evitar problemas, cheque todas as informações sobre ele.

Ao receber o medicamento industrializado, a embalagem precisa estar lacrada, com código de barras e sua tarja de segurança. A quantidade descrita na embalagem — seja comprimidos, ampolas ou drágeas — deve ser a mesma encontrada em seu interior.

Ressaltando, no caso dos medicamentos manipulados é necessário que, primeiramente, seja enviada a sua receita, processo em que a internet também facilita bastante. Para esse tipo de serviço é importante, mais uma vez, que você tenha confiança na farmácia de manipulação. Portanto, busque no site todas as informações pertinentes comentadas há pouco.

Mas não adianta nada cuidar da segurança da sua compra online e descuidar da sua saúde. Na dúvida, consulte sempre um médico ou farmacêutico.

Quer receber mais informações como essas? Fácil, assine a nossa newsletter!

Comentários no Facebook

topo