5 sintomas que podem indicar carência de vitamina D

A vitamina D é primordial para o corpo humano, e sua ausência pode ocasionar várias complicações. Isso se dá devido ao fato de ela regular cerca de 270 genes, incluindo células do sistema cardiovascular. São inúmeros os sinais da carência de vitamina D — nutriente que, com outros minerais e vitaminas, auxilia no controle do funcionamento dos principais sistemas do nosso corpo.

A fonte principal de produção da vitamina D acontece por meio da exposição solar, devido ao fato de os raios ultravioletas UVB ativarem a síntese dessa substância. É possível obtê-la de forma natural, expondo a pele aos raios solares. Além disso, pode ser encontrada em alimentos e suplementos.

Algumas pessoas têm dúvidas quanto aos sintomas da carência de vitamina D. Pensando nisso, listaremos alguns para que seja possível identificá-la. Confira!

1. Fraqueza muscular e óssea

A vitamina D é muito importante para que os ossos consigam absorver o cálcio. Pacientes com déficit de vitamina D utilizam 30% a menos desse mineral na sua alimentação, sendo que ele é responsável pelo fortalecimento dos dentes e dos ossos. A sua escassez pode ocasionar osteoporose em adultos e raquitismo nas crianças.

A junção dessas duas substâncias é tão essencial para o nosso corpo que, sempre que há recomendação para o consumo de suplementos contendo cálcio, é orientado o uso deles com a vitamina D, para ajudar na absorção do mineral.

Quando há deficiência de vitamina D, os músculos e ossos são atingidos com mais facilidade. Isso, porque também ocorre um desequilíbrio no nível de magnésio — mineral essencial para mantê-los saudáveis e fortes.

2. Depressão

Estudos relacionaram a deficiência de vitamina D à depressão, principalmente em adultos mais velhos. Após algumas análises de estudos observacionais, 65% delas apontaram a relação entre a depressão e os baixos níveis sanguíneos.

Concluiu-se que administrar vitamina D para pessoas com a sua carência auxilia na melhora da depressão, incluindo a depressão sazonal, que ocorre durante os meses mais frios do ano.

3. Inflamação e dores constantes

Assim como diversos nutrientes importantes, a vitamina D também ajuda a controlar os processos inflamatórios do nosso corpo, dificultando problemas nas articulações ou problemas como sensibilidade à dor. Quando seu nível está baixo, o risco de sofrer esse tipo de distúrbio aumenta, apresentando dores crônicas.

4. Pressão arterial alta

Outro sintoma da carência de vitamina D é a pressão arterial alta. Ela tem papel importante no controle das contrações musculares, incluindo o músculo do coração. A sua deficiência também leva a um acúmulo de cálcio nas artérias, podendo ocasionar um derrame ou ataque cardíaco.

5. Sensação de cansaço

A dificuldade de absorção de vitamina D no corpo tem relação direta com o desempenho mental e físico, causando uma forte sensação de cansaço. Geralmente, a pessoa fica sonolenta e tem dificuldades em cumprir as tarefas do cotidiano.

Por fim, a vitamina D é muito importante para a absorção do cálcio e do fósforo — minerais que conservam ossos e dentes fortes. Ela é essencial para os músculos, o coração, cérebro e outros órgãos, garantindo uma boa qualidade de vida. Caso apresente carência de vitamina D, tome banhos de sol nos horários corretos, aumente o consumo de alimentos ricos na vitamina e faça a suplementação adequada com polivitamínicos e poliminerais.

Você curtiu nosso post? Então, aproveite a sua visita ao blog e veja também quais são os principais sintomas da imunidade baixa!

Comentários no Facebook

topo